Ao organizar uma campanha de crowdfunding, pensar nas recompensas a serem oferecidas é algo que toma tempo e demanda atenção. Normalmente os fazedores e fazedoras querem entregar coisas legais, contrapartidas interessantes para estimular o envolvimento do público e converter esse engajamento à apoios para sua campanha.

Recompensas sustentáveis: pense nisso

Quando se trata de um processo contínuo de relação e arrecadação, atenção: as recompensas oferecidas precisam ser sustentáveis a longo prazo e por isso devem ser práticas e entregáveis!

Boas contrapartidas são incríveis e elas podem ser pensadas: é fundamental que as recompensas estejam conectadas com a atividade fim do realizador (ex. produzir música, textos, quadrinhos, videos, etc), como uma consequência natural dentro do seu processo criativo.

Enquanto elas forem uma espécie de extensão da atividade fim do(a) fazedor(a), se evita o risco de deixar de investir na produção da sua iniciativa para ficar produzindo recompensas. A vontade de entregar coisas diferentes, que chamem a atenção para estimular o público a apoiar, pela nossa experiência acaba se tornando um belo tiro no pé, pois a produção final da iniciativa é a própria razão que leva o realizador a buscar financiamento! Além disso, o resultado de sua produção é o veículo mais eficiente que se pode ter para divulgar o seu trabalho e a sua campanha no APOIA.se.

Recompensa proporcional ao apoio recebido

Outro aspecto igualmente importante é que o esforço despendido na entrega seja proporcional ao valor do apoio recebido.

As recompensas de valor mais baixo, em tese, deveriam requerer pouquíssimo ou nenhum esforço do(a) fazedor(a) e representar nenhum desvio em relação à sua atividade fim. Por exemplo, dar acesso à seção de conteúdo para apoiadores dentro do mural do APOIA.se! Compartilhar o que você está fazendo e produzindo é um trabalho que provavelmente você fazedor(a) já faria de qualquer forma, independentemente do valor apoio, e isso por si só já é uma baita contrapartida pelo apoio recebido. 

Para apoios de valores mais altos, é interessante colocar um maior esforço na entrega de recompensas mais personalizadas ou que possam representar, caso queira, algo não tão diretamente atrelado à atividade fim. Podemos pensar nesse caso, a oferta de uma experiência, como um bate papo, ou a entrega de um material mais especializado, por exemplo.

Em resumo, embora tudo de alguma forma tenha a ver com o papel desempenhado pelo(a) fazedor(a), quanto menos perder o foco da sua atividade fim melhor. Quando optar por sair um pouco de foco, oferecendo uma recompensa que requer mais esforço, faz sentido que seja para retribuir um apoio um pouco maior, afinal, esse apoio estará contribuindo substancialmente para a realização dos seus objetivos.

Entrega de recompensas físicas

Nos casos de recompensas materiais como cds, livros, camisetas, bótons, canecas e outros brindes, tenha cuidado. Não faz sentido você enviar, por exemplo, ao longo de um ano, 12 camisetas ou 12 canecas ao seu apoiador. Por isso, pense com carinho que tipo de mimo é interessante de você enviar para seus apoiadores e apoiadoras!

Se esse tipo de contrapartida for oferecido de forma contínua, cabe falar qual será a frequência de entrega, se mensal, algumas vezes ao ano ou outra frequência com a qual você queira/possa oferecer a recompensa em questão.

Então lembre-se: os apoios são contínuos, o que torna fundamental estabelecer com transparência para sua comunidade e para você mesmo qual é a periodicidade com que você irá oferecer elas! 

Por isso, na hora de montar a sua estratégia de recompensas considere essas dicas com carinho, buscando estabelecer com o seu público uma relação de confiança que lhe dê liberdade para dar recompensas que não o escravizem demandando muito trabalho ou atenção na sua execução e que não lhe tirem o foco na sua atividade-fim.

A busca desse equilíbrio é fundamental para não desgastar sua energia a longo prazo e para que a relação estabelecida entre você e seu público se mantenha saudável por toda a trajetória da campanha.

Não esqueça que a atividade final é a grande motivadora para o apoio do público. Primeiro vem a realização, depois a vontade de ajudar.

0 shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *