Dos grandes festivais mundiais a barzinhos mais intimistas, as suspensões e adiamentos de shows e eventos são sem sombra de dúvida atitudes necessárias nesse momento de isolamento e prevenção. Mas não podemos deixar de falar sobre todo impacto que isso tem causado no mercado musical, passando tanto por artistas em início de carreira, pequenas instituições culturais, produtores musicais independentes, profissionais de som e luz e até grandes celebridades.

Mesmo à distância, musicistas têm buscado formas alternativas para se manter próximos dos seus fãs e manter sua vida profissional ativa E sua maior aliada? A internet.

De acordo com a União Brasileira de Compositores (UBC) o mercado de streaming de shows deu um salto nos Estados Unidos e Europa nas últimas semanas. 

Aqui no Brasil não tem sido diferente, as lives em redes sociais têm ganhado cada vez mais força. Dessa forma, musicistas conseguem interagir em tempo real com os fãs, além de conseguirem transmitir os shows cancelados ao vivo pra galera. Bacana, né? 

Mesmo com as limitações, o contato com o público de forma ou outra continua rolando. 

Mas a pergunta que não quer calar é: como essa galera se monetiza nesse momento? Como pagam os boletos, a equipe envolvida e as despesas pessoais que dependem do trabalho de cada dia?

Por isso, viemos aqui hoje falar sobre o mundo de possibilidades que o Financiamento Coletivo pode proporcionar a você, artista, que depende financeiramente de shows, apresentações e eventos e agora se encontra na angústia de não saber muito pra onde ir.

Vamos começar com uma ótima pergunta:

Você conhece a Amanda Palmer?

Uma história para inspirar!

Parece estranho começar a falar de soluções convocando um nome, não é mesmo? Mas esta pessoa tem muito a nos ensinar sobre trilhar um caminho de sustentabilidade e conexão – ponto central de nossa discussão.

Amanda Palmer é uma cantora e compositora norte americana que, após desligar-se da sua gravadora, recorreu a ajuda de seus fãs para conseguir produzir um álbum da sua banda.

O movimento foi feito através de uma plataforma de financiamento coletivo, arrecadando mais de 1 milhão de dólares vindos de quase 25 mil apoiadores, lá em 2012!

Imagina que belo álbum não saiu daí, né 😛

Desde então Amanda financia seus inúmeros projetos artísticos com o apoio de seus fãs, via financiamento coletivo. 

A potência do coletivo

Agora que você conseguiu perceber a potência do Financiamento Coletivo na vida de um artista, vamos a parte prática.

Precisamos juntos entender a sua principal necessidade do momento e pensar na modalidade de crowdfunding mais indicada pra você.

1. Você estava numa constante de shows e eventos para conseguir arrecadar aquela grana para um projeto especial, tipo o lançamento de um álbum, produção de uma música ou videoclipe?

Modalidade Pontual Meta Livre.

Na campanha Pontual você convoca seus fãs e pessoas que acreditam no seu trabalho para te ajudar a arrecadar aquela grana para seu projeto pontual.

Você define sua meta, faixas de valores de apoio, bola recompensas bacanas para o seu público e usa suas redes de comunicação para chamar todo mundo pra apoiar.

2. Precisa de um apoio com as despesas mensais de seu processo criativo ou da sua banda?

Essa quarentena vai impactar diretamente suas despesas mensais né?

A Campanha Contínua Por Mês da APOIA.se funciona como um clube de assinaturas, assim seus fãs podem te apoiar com um valor mensal e te dar um help nesse momento tão delicado e nos outros tantos momento gloriosos que virão.

Como o apoio é mensal, cabe usar a sua criatividade para entregar recompensas que mantenham a galera engajada na sua campanha. Que tal abrir a caixinha preta por trás de seu processo de criação, um show online, uma live para conversar com seus fãs, sorteios de marcas parceiras ou conceder acesso a grupos com conteúdos exclusivos seus?

3. Você estava numa constante de shows para conseguir arrecadar aquela grana para um projeto especial e também precisa de um apoio com os custos mensais de sua vida criativa?

Campanha Turbinada. É um campanha 2 em 1: pontual + contínua. 

Apoiadores(as) são cobrados na hora para bater uma meta Pontual e já podem escolher se querem apoiar também sua campanha Contínua. Um modelo de crowdfunding híbrido inédito no mundo esperando por você.


Ah, e pra quem é novo no pedaço e recém está se familiarizando com o financiamento coletivo, temos alguns materiais de apoio para você começar:

Guia (nada) Definitivo sobre Financiamento Contínuo e Coletivo
Manual de Campanha
Blog com conteúdos semanais

Em tempos distanciamento social temos que lembrar que há diferentes formas de nos mantermos juntos(as)!

Um abraço,

Tags:
0 shares
Sem Posts Anteriores
Próximo Post

5 ideias de recompensas iniciais para Campanhas de Quadrinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *