Como melhorar meu canal no YouTube?

YouTubers 13 de Dez de 2021

Se você está produzindo conteúdo, seu objetivo é alcançar mais pessoas por meio dos seus vídeos, seja para monetizar seu canal do YouTube, seja para compartilhar com o mundo aquele assunto que você domina ou gosta. Mas como fazer para otimizar seu canal e ganhar maior alcance?

O algoritmo do YouTube, que vai determinar quais vídeos aparecerão nas pesquisas na plataforma, é complexo e depende de diversos fatores. Porém, existem algumas estratégias simples que você pode aderir para levar mais pessoas para o seu canal e, assim, aumentar o número de visualizações e o tempo que o público permanece assistindo aos seus vídeos.

Afinal, simplificando, o que o YouTube quer é que as pessoas fiquem passeando de um vídeo para o outro sem sair da plataforma pelo máximo de tempo possível.

Vídeos com mais visualizações, que fazem as pessoas assistirem a outros vídeos em sequência ou que retém o(a) espectador(a) por mais tempo demonstram maior relevância e são beneficiados pelo algoritmo.

Enquanto aqueles que levam as pessoas a saírem do YouTube — os chamados session ends —, aqueles que são pouco assistidos ou que são abandonados nos primeiros minutos são entendidos pelo site como de baixa relevância e deixam de ser entregues pelo site.

Então, o que você precisa fazer para otimizar os resultados no seu canal do YouTube e aumentar as visualizações, além do engajamento, para subir na lista de vídeos sugeridos nas pesquisas dentro da plataforma, é tornar o canal mais atrativo para quem assiste.

Isso quer dizer que você precisa aperfeiçoar as estratégias de SEO para ser encontrado dentro do site.

Ok, mas, na prática, como melhorar meu canal no YouTube?

Vamos explicar uma coisa de cada vez! Vale lembrar que tudo está conectado e uma estratégia potencializa a outra.

Como otimizar meu canal do YouTube para que apareça nas pesquisas?

Para seu vídeo aparecer nos resultados das pesquisas na plataforma, você precisa trabalhar com ferramentas que mostram para o YouTube que seu conteúdo é relevante para a palavra-chave buscada pelo público.

Use técnicas de SEO e tags

SEO (Search Engine Optimization) nada mais é do que um conjunto de técnicas para otimizar os resultados em buscadores, organicamente, por meio do conteúdo. Ou seja, você produz o conteúdo pensando em alguns detalhes que favorecem seu posicionamento nos resultados das pesquisas.

O objetivo é indicar para a plataforma sobre qual assunto trata seu vídeo e que, sim, ele corresponde às palavras que o(a) espectador(a) digitou na pesquisa.

Os buscadores, tanto do Google, como do YouTube, vão procurar nos textos associados ao vídeo indicações do que se trata aquele conteúdo, por isso, atente às palavras-chave colocando-as no título e na descrição.

Escreva uma descrição completa do vídeo, sem medo de dar spoiler.

Lembre das tags. Escolha aquelas que têm maior relação com o conteúdo do seu vídeo, que sejam do interesse do seu público. Entenda o que as pessoas que fazem parte do seu nicho estão buscando e aplique nas suas palavras-chave.

Use o YouTube Analytics e acompanhe os números do seu canal

Mais do que o número de visualizações de um vídeo, o YouTube oferece uma série de dados, por meio do Analytics, que permitem que você conheça melhor o seu público e os resultados de cada vídeo.

Acompanhe, por exemplo, quais são os vídeos mais assistidos, quais geram mais engajamento e por quanto tempo as pessoas assistem aos vídeos. Com essas informações em mãos, é possível fazer escolhas melhores e mais conscientes para o seu canal, experimentando novas formas e descobrindo o que mais funciona para você.

Vídeos com melhores resultados são entendidos pelo YouTube como mais relevantes para o público, assim, ficam melhor ranqueados nas buscas. Investigue o que dá certo no seu canal e invista nisso.

Faça playlists e recomende vídeos por meio de cards

Falamos que o algoritmo do YouTube "penaliza" os vídeos que fazem as pessoas saírem da plataforma, certo? Ou seja, o seu canal precisa manter o(a) espectador(a) assistindo a diversos vídeos.

A melhor forma para isso é o próprio vídeo encaminhar as pessoas para novos conteúdos e, melhor ainda, se forem vídeos do seu canal.

A dica é usar cards para redirecionar o público para outro vídeo relacionado ao que ela está assistindo. Cuidado para não o redirecionar cedo demais e fazer a audiência abandonar o seu vídeo. Coloque o card próximo ao final e indique outro vídeo que complementa o tema.

Outra dica é recomendar um vídeo que faça parte de uma playlist no seu canal.

Ao encaminhar o público para uma playlist organizada por temática, por exemplo, assim que um vídeo terminar, logo iniciará outro dentro do mesmo assunto e também criado por você.

As chances das pessoas seguirem assistindo aos vídeos dessa maneira é muito maior. Assim, você agrada o público, que passa a conhecer melhor seu trabalho e tem maiores chances de se inscrever no canal, e o algoritmo, que entende a relevância do seu conteúdo.

Depois de aparecer em posições melhores nas pesquisas, precisamos que as pessoas cliquem no seu vídeo e não nos outros oferecidos nos resultados da busca.

Como tornar meu canal no YouTube mais atrativo?

Tão importante quanto entender o algoritmo, é criar um conteúdo de qualidade e que chame atenção do público entre os outros vídeos.

Capriche no título, na descrição e na miniatura do vídeo

Para chamar a atenção entre os outros vídeos que aparecerem como resultado das buscas, seu vídeo precisa ter uma miniatura que valorize o conteúdo abordado, ou seja, precisa ser bonita e organizada, com informações na medida certa.

Nada de deixar aquela miniatura de um trecho qualquer do vídeo, escolhida automaticamente pelo YouTube.

Além de ser bem importante a escolha das palavras-chave no título em relação à SEO, um título objetivo e chamativo traz o(a) espectador(a) para o seu vídeo. Claro que você não vai escrever algo sensacionalista, nem prometer o que não vai entregar, mas use o ponto principal do seu conteúdo no título.

O mesmo acontece com a descrição. Além de auxiliar o algoritmo, uma descrição informativa, que realmente apresenta o vídeo, garante às pessoas que elas encontrarão no conteúdo aquilo que procuram. Afinal, é isso que esperamos quando clicamos em um vídeo!

Ofereça um conteúdo de qualidade

Último tópico, mas ainda muito importante: você precisa criar um conteúdo de fato relevante e com qualidade. Desde aspectos estéticos, como um bom cenário de fundo e um áudio limpo, até questões de organização de roteiro e de confiabilidade das informações.

Se o seu conteúdo for de qualidade e você for direto ao ponto, sem enrolações, as chances do seu vídeo ser assistido até o final aumentam muito. Pouco adianta as pessoas chegarem até seu canal e não gostarem do que encontram por lá.

Dedique-se no planejamento, no roteiro, na escolha das informações.E, claro, sempre interaja com o público, incentive as inscrições no canal e a ativação do sininho, assim como os comentários — lembre-se de respondê-los sempre que for possível!

Crie seu conteúdo pensando nas pessoas que buscam pelo tema abordado por você e em como elas serão afetadas por ele. Criar uma comunidade que interage com seus conteúdos é fundamental, já que a finalidade de trabalhar com os algoritmos também é chegar a mais pessoas.

Formada a sua comunidade, você pode até criar uma campanha de financiamento coletivo contínuo para financiar seu canal e aperfeiçoar seus vídeos com o apoio das pessoas que curtem seu conteúdo.

Conheça o Guia do Financiamento Coletivo Contínuo para aprender tudo sobre a modalidade, gratuitamente, e começar planejar sua campanha.

Marcadores

Laís Webber

Sou jornalista, professora e revisora. Acredito no apoio mútuo, por isso, percebo o financiamento coletivo como uma possibilidade de estarmos juntos, sustentando nossos projetos de forma independente.