Crowdfunding não é uma ciência exata (e mais 5 coisas que você precisa saber)

Cultura Crowd 29 de Jun de 2022

Vivemos a era das promessas na internet. “Como viver de renda”, “5 passos para o sucesso”, “invista seu dinheiro conosco e fique milionário”. Aposto que alguma dessas já pulou na timeline do seu Facebook, Twitter ou Instagram, não é?

Hoje vamos convidar você a uma reflexão sobre a jornada numa captação via Crowdfunding, e de início já deixo o alerta: Crowdfunding não é uma ciência exata.

Ter essa clareza vai ajudar você a calibrar a expectativa em relação ao financiamento coletivo, além de minimizar os riscos de cair numa cilada e aumentar as chances de criar atividades que estejam a seu favor.

Abaixo vão 5 motivos pelos quais você precisa ampliar seu repertório, cada vez mais, se deseja aumentar a probabilidade de evoluir a arrecadação da sua campanha de crowdfunding. Esperamos que ajudem você a evitar eventuais frustrações pelo caminho.

Não pode ser reproduzido em laboratório

O fato de existir uma série de boas práticas recomendadas que se façam numa campanha de Crowdfunding não significa que as medidas executadas em uma campanha contam com 100% de certeza de eficácia, da mesma maneira, em uma outra campanha.

O momento da execução, a intensidade, a qualidade dos materiais de divulgação, o nicho, o tom de voz e mais uma série de fatores que, em teoria, podem ser replicados, ainda assim não garantirão o mesmo resultado em campanhas distintas.

Você pode estar se perguntando: mas o que explica isso?

Eu estaria mentindo se dissesse que as razões são aparentes e de simples compreensão. Como o Crowdfunding é uma dinâmica que se estabelece pela confiança (das pessoas que apoiam) nos projetos, existe um nível de relação que é profundo e que não pode ser mensurado tão facilmente.

O sentimento dos apoiadores, assim como a capacidade do responsável pelo projeto em apaixonar corações e mentes — o famoso poder da persuasão — exercem papel significativo nesse processo.

A relação entre esforço e resultado não é linear

Em crowdfunding não basta apenas “se esforçar mais” para obter melhores resultados. É necessário entender que a quantidade de trabalho investido na campanha não reflete, necessariamente, o resultado observado.

Nas imagens abaixo, vemos exemplos de algumas representações que mostram a evolução da arrecadação (R$) em função do tempo (t).

A imagem a exibe como seria uma arrecadação se ela seguisse um padrão linear, ou seja, o valor da variação no eixo da arrecadação seria exatamente o mesmo valor da variação no eixo do tempo, o que é pouquíssimo provável que aconteça.

O que de fato vemos acontecer, na maioria dos casos, são os exemplos das imagens das figuras b, onde a velocidade de arrecadação acelera ou desacelera independentemente do tempo, sendo mais explicada de acordo com as ativações que são feitas ou não ao longo dessa jornada.

a) Exemplo de relação linear:

b) Exemplos de relação não-linear (ou exponencial), como de fato acontece numa arrecadação em crowdfunding.

De maneira alguma você deve entender que isso é um incentivo para não se esforçar durante a jornada de captação.

Esse exemplo é apenas para mostrar a você que algumas ações, mesmo que muito trabalhadas e planejadas, podem resultar em pouco retorno (ou em um retorno no longuíssimo prazo), enquanto outras ações, surpreendentemente, podem trazer um retorno muito alto em um curto período de tempo.

Cabe a você sempre estudar e avaliar o que faz sentido e o que não faz. Aqui na APOIA.se temos um time de profissionais atentos para ajudar nesse processo de avaliação. Nos chame sempre que precisar! (:

Banner com a pergunta "que tal uma consultoria sobre crowdfunding?" em destaque. E com um botão verde escrito "quero me inscrever"

O tempo está contra você

Não se engane, o tempo numa captação por crowdfunding é letal. A corrida contra o relógio é desafiadora e só tende a piorar conforme o tempo passa.

Em uma campanha pontual isso é fácil de observar, uma vez que ela possui um prazo determinado para encerrar, desde que entrar no ar. Então quanto antes você atingir seu objetivo de arrecadação, melhor. Porém, em uma campanha contínua isso nem sempre é observado tão facilmente, já que ela possui prazo indeterminado e só acaba quando você avalia que deve acabar.

Sendo assim, por que em uma campanha contínua o tempo não está a nosso favor?

Há muitas razões pelas quais isso acontece, mas vamos nos concentrar apenas em uma, que é a degradação da narrativa. Nos estudos sobre ficção existe um conceito chamado diegese, que grosso modo significa o tempo passado dentro da história. Em um filme que assistimos durante duas horas podem se passar anos dentro da história. O mesmo acontece com livro, podcast, e isso também vale para a narrativa criada para sua captação em crowdfunding.

Paralelo ao tempo diegético (nome feio, eu sei), que é esse tempo passado dentro da história, temos o tempo extradiegético, que nada mais é do que o nosso tempo na vida real. Passados oito meses, a narrativa da sua campanha ainda faz sentido? Você ainda faz o que se propôs a fazer? Os apoiadores ainda veem valor no que você faz e estão felizes em contribuir com grana, ou rolou alguma evasão em massa ao longo desse tempo?

Observar a diegese da sua campanha é fundamental. Caso a narrativa dela não faça mais sentido, pode ser que as pessoas deixem de apoiar a sua campanha. Consequentemente, o seu projeto deixará de acontecer em sua forma mais plena, visto que haverá menos dinheiro para investir.

De tempos em tempos atualize os seus materiais de divulgação, faça um novo vídeo, crie um novo texto e ofereça novas recompensas. Mantenha a sua narrativa atrativa conforme o tempo passa!

A conjuntura e a estrutura importam

Uma campanha de crowdfunding não é um fenômeno descolado da sua realidade local, do seu estado, do seu país ou mesmo do mundo.

O sucesso ou o fracasso dela dependerá de muitos fatores externos que você não domina, tais como: taxa de desemprego, inflação, uma boa estrutura logística (caso a sua entrega seja algo físico), câmbio, e muitos outros.

É importante ter isso em mente para calcular as chances do seu projeto acontecer da forma mais plena possível e com o mínimo de risco de dar errado.

A sua reputação importa

A nossa moeda de troca mais valiosa no mundo moderno é a nossa reputação. No crowdfunding não é diferente.

No item 1 você viu que o financiamento coletivo é uma dinâmica que se estabelece pela confiança. Essa ideia se ratifica aqui. Os laços de confiabilidade que você manterá com os seus apoiadores são peça fundamental em sua jornada.

Por isso, seja o mais transparente possível em suas entregas, mesmo quando houver algum atraso, falha ou outra eventualidade. Somos humanos, errar faz parte.

Manter uma comunicação próxima e genuína com a sua comunidade de apoiadores maximiza as chances de aumentar a empatia deles com você quando algo inesperado acontecer.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você. Caso precise de ajuda durante a sua jornada de captação em crowdfunding, basta entrar em contato conosco pelo e-mail comunidade@apoia.se. Ficaremos felizes em atender você. Até a próxima!

Marcadores

Paulo Henrique Reis

Customer Success na APOIA.se. Amo samba, tecnologia e cultura popular! Especialista em Finanças pela UFF e sociólogo pela UERJ.