Financiamento coletivo para livros: aprenda a criar uma campanha

Escrita 30 de Mai de 2022

A produção do conteúdo de um livro é apenas uma das fases da publicação de uma obra. Impressão, distribuição, lançamento, materiais de pesquisa e de divulgação são etapas que integram o processo e demandam investimento dos autores(as).

Esse pode ser um grande desafio para escritores(as) independentes e, especialmente, para os iniciantes, que não costumam contar com grande visibilidade.

Para que um livro seja publicado, basicamente o projeto pode tomar um dos dois caminhos: procurar uma editora ou partir para a autopublicação.

Uma boa estratégia de captação de renda para os autores independentes é o financiamento coletivo para livros.

Popularmente conhecido como vaquinha, o financiamento coletivo para livros é uma arrecadação voluntária para viabilizar uma obra literária. Na prática, o autor cria uma campanha para acumular doações para o financiamento coletivo para livros e, assim, imprimir suas histórias e divulgá-las para o mundo.

Quer entender mais sobre as doações em um financiamento coletivo para livros? Como fazer um projeto de financiamento coletivo? Quais livros podem utilizar o financiamento coletivo para publicações?

Essas e outras perguntas serão respondidas a seguir, neste artigo. Segue juntinho com a gente para se inspirar e lançar suas histórias para o papel, já!

Banner com a imagem de um livro verde do "Guia definitivo do Financiamento Coletivo  Pontual", com um botão laranja escrito "baixe agora". Ainda tem os dizeres "tudo o que você precisa saber para ter uma campanha pontual de sucesso"

Por que o financiamento coletivo para livros é um sucesso?

A bifurcação na jornada de quem pretende publicar um livro é inevitável: procurar uma editora e tentar submeter meu projeto ou iniciar a publicação de forma autônoma?

O crowdfunding para escritores conta com incontáveis vantagens, talvez a mais interessante delas seja a possibilidade de ter uma fonte de renda constante para sua editora e total liberdade de criação nas suas publicações.

A alternativa da editora não costuma ser muito convidativa para quem está começando e os processos rigorosos de seleção desmotivam os novos autores. Já a opção da publicação independente precisa ter uma fonte de renda para sustentar todas as fases de realização de livro.

E aí entra a economia colaborativa do financiamento coletivo para livros. A primeira vantagem é a autogestão e liberdade para desenvolver o seu projeto como quiser. Outro benefício do financiamento coletivo para livros é poder criar uma rede de leitores  e conseguir validar a recepção da sua obra antes mesmo de lançá-la.

É como se você pudesse vender um livro antes mesmo que ele se torne realidade. Ou, na prática, uma pré-venda.

A comunidade é um termômetro de interesse dos seus lançamentos e alavanca a arrecadação com o compartilhamento de feedbacks que atraem mais e mais pessoas interessadas em apoiar a ideia e conhecer mais a sua escrita.

O investimento inicial exige mais tempo e dedicação, para construir uma boa base de fãs numa comunidade, do que dinheiro.

Basicamente, o autor precisa de um plano para começar seu financiamento coletivo para livros, uma página para a arrecadação com uma apresentação do seu crowdfunding para livros de forma criativa e encontrar pessoas dispostas a auxiliar nas doações e compartilhamentos.

Modalidades adequadas para cada situação

O financiamento coletivo para livros é versátil porque guarda características específicas para atender às necessidades de diversos tipos de projetos.

Existem muitos sites para fazer um financiamento coletivo para livros, a melhor plataforma para o seu crowdfunding oferece formas diversificadas de arrecadação, além de ferramentas importantes para auxiliar na gestão da campanha e no engajamento com a comunidade.

A modalidade mais comum de financiamento coletivo para livros é a Tudo ou Nada, em que a condição para o saque do valor arrecadado é atingir a meta que foi inicialmente estabelecida. Caso o objetivo não seja alcançado, as doações são devolvidas e a publicação não se realiza.

A principal desvantagem dessa modalidade é a imprevisibilidade da renda, tendo em vista as limitações de investimentos que o autor independente tem para iniciar o projeto.

Financiamento coletivo para livros na Modalidade Pontual

O financiamento coletivo de livros na Modalidade Pontual funciona com prazo e meta pré-estabelecidos, assim como na Tudo ou Nada, mas a grande diferença é que todo o dinheiro arrecadado é repassado ao autor, mensalmente.

Esse tipo de financiamento coletivo é perfeito para quem precisa custear o processo de produção de um livro e não tem renda inicial para a realização de cada etapa.

Na modalidade contínua de financiamento coletivo para livros, a campanha não tem data para encerramento e as doações são coletadas mensalmente.

É uma excelente opção para quem trabalha com publicações periódicas, pois as recompensas podem funcionar como um clube de assinaturas e sustentar o seu projeto a longo prazo.

Você pode, inclusive, vender sua obra antes mesmo de imprimi-la e investir o dinheiro dos apoios para cada etapa da publicação.

No financiamento coletivo para livros há a possibilidade de oferecer benefícios exclusivos que demonstram a integridade da campanha. As recompensas variam de acordo com o valor das doações e você pode oferecer um exemplar do livro (pensando na futura impressão) ou pequenos brindes que incentivam as colaborações, mantém apoiadores engajados e são capazes de converter leitores em fãs.

No caso específico do financiamento coletivo para livros, as recompensas mais comuns são:

  • Nome nos agradecimentos da obra;
  • Um exemplar físico do livro com dedicatória do autor;
  • Edição digital em E-Book;
  • Marca-páginas;
  • Blocos de anotações;
  • Camisetas;
  • Ecobags;
  • Adesivos;
  • Pôsteres;
  • Canecas e muito mais.

Campanhas de financiamento coletivo para livros para se inspirar

Pavões Misteriosos

André Barcinski, biógrafo de Zé do Caixão, João Gordo, Marcelo Nova e Sepultura e autor de Barulho, obra sobre o rock americano dos anos 1990 já está arrecadando para o seu financiamento coletivo de livros.

A obra, que leva o nome da campanha, relata os bastidores da MPB e do rock nas décadas de 1970 e 1980 e tem previsão de impressão em capa dura e muitas novidades.

Campanha de crowdfunding para livros: pavões misteriosos.

Livro Lilo Mochileira

A campanha da Lilo conseguiu registrar suas façanhas em um livro como os autores esperavam. O financiamento coletivo para livros da Lilo, viabilizou a impressão das aventuras viajantes da cachorrinha que já tinha conquistado fãs pelas redes sociais.

Teo e o mini mundo

Téo & O Mini Mundo é uma série de tirinhas intimistas que o autor Caetano Cury criou em 2012. A webcomic conta histórias de um universo observado por um menino através de seu microscópio. As tirinhas são desenhadas e pintadas à mão com aquarela.

Memórias de uma Benzedeira

A campanha foi  lançada para materializar o livro Memórias de uma Benzedeira Contemporânea — Da Insanidade ao Sagrado — em formato físico e digital. A obra relata experiências autobiográficas de uma benzedeira jovem e contemporânea, que apresenta sua história com o sagrado.

Agora que você já conhece algumas campanhas de financiamento coletivo para livros, faça o download do nosso Guia do Financiamento Coletivo Pontual e fique por dentro do universo do crowdfunding para escritores.

Marcadores

Jackeline Moraes

Community/Experience Analyst na APOIA.se, Jornalista, Especialista em Filosofia da Religião, Licenciada em Letras e Educadora Social