Quais as vantagens e desvantagens do crowdfunding?

Cultura Crowd Mai 31, 2021

Com certeza você já viu nas suas timelines algum projeto sendo financiado por uma campanha de crowdfunding. Isso porque o crowdfunding é um modelo de arrecadação de recursos cada vez mais popular e que contribui muito para que iniciativas de diferentes segmentos saiam do papel.

É comum, por exemplo, que essas campanhas de financiamento coletivo sejam destinadas a ações de caridade, apoio a artistas, canais de conteúdo e ainda empresas e startups.

Se você fizer uma pesquisa rápida aqui na APOIA.se, vai conseguir identificar a pluralidade dos projetos que têm uma campanha de crowdfunding e, além disso, o quanto eles podem ser bem sucedidos na arrecadação.

Embora esse seja o nosso negócio e que, diga-se de passagem, adoramos fazer, é importante que você saiba que nem sempre é fácil estruturar um financiamento coletivo.

Ou seja, assim como sempre existem prós e contras nas escolhas que tomamos, com o crowdfunding não é diferente. E a nossa missão é deixar você bem informado sobre todas as possibilidades.

Por isso, separamos alguns cenários para que você possa compreender melhor como tirar uma campanha de crowdfunding do papel e, principalmente, se essa é a melhor opção nesse momento.

Vem que a gente explica mais!

Diferentes tipos de campanhas de crowdfunding

Antes de saber as vantagens e desvantagens de uma campanha de crowdfunding é importante entendermos os diferentes tipos de financiamento coletivo.

Afinal, cada uma delas terá seus prós e contras próprios.

Aqui na APOIA.se, por exemplo, temos diferentes tipos de campanha de financiamento coletivo. Veja algumas delas:

Financiamento coletivo pontual

Esse aqui é um dos mais tradicionais. Como o nome já adianta, ele funciona de maneira pontual. Então, suponhamos que o seu projeto seja custear uma pós-graduação fora do país, para daqui a 6 meses.

Ao realizar todos os cálculos de material, alimentação, hospedagem e passagens, a soma totalizou um valor de R$70 mil. Portanto, você precisará de um valor específico, pontualmente, em uma data futura. Esse seria o caso do financiamento coletivo pontual.

Nesse cenário é importante considerar que podem ser escolhidos dois modelos de crowdfunding: financiamento coletivo pontual com meta livre ou o financiamento coletivo de modalidade tudo ou nada.

Mas o que difere os dois?

No primeiro formato, você resgata o valor obtido mesmo quando a meta total não é alcançada. Já no “tudo ou nada”, o valor só pode ser resgatado se a meta total for batida. Caso contrário, o montante somado até então é devolvido aos apoiadores e o organizador da campanha não resgata nenhum valor.

Vantagens e desvantagens do financiamento coletivo pontual

Para os dois formatos, as principais vantagens são: você sabe o valor e o tempo que precisa. Dessa forma, os apoiadores da campanha também saberão desde o início o que vai acontecer.

Assim, você pode garantir interação com o público por meio de ferramentas internas de comunicação, contar com a narrativa do crowdfunding a respeito da cultura da colaboração e, portanto, esperar o apoio da sua base.

No caso da campanha “tudo ou nada”, a vantagem é a possibilidade de receber o valor total pretendido na meta. Em contrapartida, a desvantagem é não obter sucesso para atingir a meta total e terminar a campanha sem receber nenhum valor.

No caso das campanhas de meta livre, a desvantagem pode ser não arrecadar o valor total da estratégia, em compensação, você vai receber no final da campanha todo o valor arrecadado, que, mesmo menor que meta, pode ajudar no início dos projetos.

Prós e contras da vaquinha online

A vaquinha online é bem parecida com o financiamento pontual. Isto é, a base apoiadora contribui com um valor para que uma meta definida seja atingida.

A vantagem desse modelo é a possibilidade de unir de forma rápida e pontual a quantia necessária para o projeto.

A desvantagem, porém, é a pouca interação com a base apoiadora, já que normalmente, nesse cenário, os apoiadores não esperam nenhuma recompensa do(a) fazedor(a).

Financiamento coletivo recorrente

O financiamento coletivo recorrente, por sua vez, é uma modalidade interessante para quem tem despesas  mensais com determinado projeto, e depende de um financiamento coletivo contínuo para assegurar a produção ou manutenção de alguma iniciativa.

É comum, por exemplo, que esse tipo de campanha seja destinado aos produtores de conteúdo, canais de YouTube e podcasts, além de diversos projetos sociais que usam o crowdfunding recorrente.

Nós aqui da APOIA.se temos um orgulho enorme da plataforma ser pioneira nessa modalidade de campanha. Nesse formato, a base apoiadora contribui com uma quantia mensal, que permite que o valor esperado seja alcançado mês a mês.

Em troca do apoio mensal, os fazedores e as fazedoras  ficam responsáveis por oferecer recompensas de crowdfunding à sua base apoiadora e, assim, mantê-los engajados na campanha.

Vantagens e desvantagens do coletivo contínuo

É possível compreender que a principal vantagem do crowdfunding recorrente é a possibilidade de contar com um apoio financeiro mensal para tocar o projeto, sem maiores preocupações.

Além disso, aqui na APOIA.se fazemos de tudo para que as campanhas sejam bem sucedidas e, por isso, é possível unir o financiamento coletivo pontual e o contínuo. Esse tipo de crowdfunding é chamado de Financiamento Coletivo Turbinado.

Com ele é possível arrecadar, por exemplo, o dinheiro necessário para o lançamento do seu projeto e ainda seguir recebendo os apoios mensais para a manutenção e o desenvolvimento. Ah, aqui também disponibilizamos itens importantes como:

  • Mural e chat para interação com os apoiadores
  • Controle de inadimplência
  • Controle de pagamentos
  • Estatísticas da campanha

E você deve se perguntar agora sobre as desvantagens, né?

Bom, podemos destacar a necessidade de um bom planejamento da campanha. Assim como a elaboração das recompensas, que devem ser pensadas para garantir à base de apoiadores que os mimos serão entregues com pontualidade e qualidade.

Além disso, é preciso sempre considerar a dedicação de manter o cuidado necessário ao longo de toda a campanha.

Por ser um tipo de crowdfunding mais completo, também é importante avaliar as taxas de serviços, que normalmente ficam entre 10 e 13%.

Vantagens e desvantagens com relação ao Pix, Paypal e outros facilitadores

Como falamos da taxa de serviços anteriormente, é importante considerar a questão de campanhas de crowdfunding onde os apoiadores depositam diretamente na conta dos fazedores, por pix, picpay, paypal ou qualquer outro facilitador de assinaturas da internet.

Sem dúvida, a grande vantagem desse formato de campanha é a possibilidade de receber o valor integral da base de apoiadores. A questão, porém, é conseguir acompanhar de forma assertiva os pagamentos, as inadimplências e, principalmente, a interação com essa base.

Aqui na APOIA.se, nos preocupamos que tudo isso seja realizado em um só espaço. Afinal, sabemos o quanto a burocracia pode tomar o seu tempo e, principalmente, interferir no sucesso da campanha. Sem dúvida, essa é uma das principais vantagens do crowdfunding em relação ao o pix.

A ação de manter a base de apoiadores engajada e comprometida com a sua campanha pode ser muito árdua com o passar do tempo. Por isso, a dica é: coloque no papel a sua campanha e pense nela com todos os detalhes. Assim, será mais fácil analisar todos os formatos possíveis de arrecadação e qual é a que melhor se enquadra ao seu projeto.

Se precisar de uma força, conte com a gente!

Bruno Laurato

Sou jornalista, escritor e autor do livro “Verde, Amarelo, Azul e Rosa”. Me dedico a pesquisa de história do Brasil, movimentos sociais e cultura popular.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.