Quantas visualizações são necessárias para ganhar dinheiro no YouTube?

YouTubers 26 de Jan de 2022

Se você tem um canal no YouTube, essa deve ser uma pergunta frequente no seu dia a dia. Afinal, produzir conteúdo de qualidade tem custos e monetizar a plataforma é uma maneira de seguir com a produção dos vídeos e de aumentar a renda.

O número de visualizações é uma métrica importante, já que é por meio dela que o YouTube calcula quanto pagará a um canal. Porém, o valor a ser pago varia de canal para canal e a plataforma não divulga o dado exato. Mas calma! Vamos ajudar você a entender como funciona a monetização no YouTube e quais estratégias pode utilizar para ser remunerado(a) pelos seus vídeos.

Inscreva-se no Programa de Parcerias do YouTube

O primeiro passo para ganhar dinheiro no YouTube é inscrever-se no Programa de Parcerias. Para isso, o canal precisa estar de acordo com as políticas e com as diretrizes da plataforma, além de seguir as políticas de monetização e cumprir alguns requisitos:

  • O Programa de Parcerias precisa estar ativo na região em que você mora;
  • Seu canal deve ter mais de 4 mil horas de exibição públicas nos últimos 12 meses;
  • Seu canal precisa ter mais de mil inscritos;
  • Você precisa ter uma conta do Google AdSense vinculada ao canal, já que é por meio dela que o YouTube faz os pagamentos.

Depois de inscrito(a), você pode aderir a até cinco formas de monetizar o YouTube disponibilizadas pela plataforma, cada uma delas tem seus próprios pré-requisitos e geram dinheiro de maneiras diferentes.

Receba pelas visualizações de anúncios em seus vídeos

Existem diversos tipos de anúncios que podem ser veiculados no seu canal do YouTube. Desde as imagens que aparecem na lateral da tela ou em banners durante a exibição, até os vídeos que são reproduzidos antes do seu vídeo começar, podendo ter, ou não, a opção de pular após alguns segundos.

Quando você faz parte do Programa de Parcerias e cumpre todos os pré-requisitos, a opção de anunciar fica disponível para você. Ao optar por ela, o YouTube faz a intermediação para que anúncios relacionados com o perfil do seu público sejam veiculados no canal. O pagamento é feito por número de cliques e de visualizações e pode variar de acordo com o canal.

Receba por assinaturas no clube do canal

Outra opção da plataforma é a criação de um clube de assinaturas para o seu canal. Porém, essa ferramenta só é liberada pelo YouTube para canais com mais de 30 mil inscritos.

Os clubes funcionam por meio de assinaturas em que o(a) assinante recebe conteúdo exclusivo produzido pelo canal em troca do pagamento de uma mensalidade.

Venda itens da sua marca na estante de produtos do canal

Para canais com mais de 10 mil inscritos e que fazem parte do Programa de Parcerias, o YouTube disponibiliza a ferramenta de estante de produtos. Ela funciona como uma loja vinculada ao canal.

Nesse espaço, você pode vender diversos produtos da sua marca, como canecas, camisetas e bonés promocionais do canal. A estante aparece nas suas páginas de exibição.

Ganhe dinheiro com Super Chat e Super Stickers

Se você costuma fazer transmissões ao vivo, esta pode ser uma boa ferramenta para monetizar seu canal. Durante as lives do YouTube, os(a) usuários(as) têm a opção de pagar pelos recursos de Super Chat ou de Super Sticker.

Ambas são ferramentas que permitem que as mensagens daquela pessoa ganhem destaque no chat da transmissão.

Receba parte da assinatura do YouTube Premium

Ao criar conteúdo específico para as pessoas que pagam pelo YouTube Premium, o canal pode receber parte da taxa de assinatura da plataforma. O pagamento é feito proporcionalmente ao número de assinantes que assistiram aos vídeos. Essa pode ser uma boa forma de complementar a monetização do seu canal.

O ideal é você combinar diferentes estratégias de monetização ao invés de focar em apenas uma delas, já que os valores pagos pelo YouTube variam.

Afinal, como é feito o pagamento e quantas visualizações para ganhar dinheiro no YouTube são necessárias?

foto de equipamento de ring light com celular acoplado. há uma mão negra de unhas grandes tocando a tela,

Os pagamentos acontecem pelo Google AdSense, por isso é tão importante que você tenha uma conta já vinculada. Os pagamentos serão feitos em dólar e serão convertidos para real no momento da transferência para sua conta.

O YouTube deposita na conta do AdSense diferentes valores, mas você só pode retirar o dinheiro quando atingir a quantia de cem dólares, essa é uma das políticas do programa e é interessante que você as conheça bem ao cadastrar-se.

O valor pago pelo YouTube é calculado com base no Custo por Mil Visualizações (CPM), ou seja, a cada mil visualizações, o canal recebe uma parte do valor investido pelos anunciantes, por exemplo.

Mas não é definida uma quantia em dinheiro padrão por visualizações que valha para todos, nem são divulgados os pagamentos realizados.O valor pode variar conforme o público-alvo, a variação do dólar e, até mesmo, a época do ano. Cada canal tem um CPM diferente estabelecido pelo YouTube. Estima-se que os valores pagos a cada mil visualizações variem entre 0,25 e 4,5 dólares.

Formas alternativas para ganhar dinheiro com o YouTube

Para garantir uma monetização eficaz e um ganho preciso com o canal no YouTube, você pode optar por ações mais diretas, ainda utilizando as visualizações como métrica, mas com ações diretas com marcas parceiras e com seu público. Veja quais são elas:

Participe de programas de afiliados

Algumas marcas oferecem programas de afiliados, que nada mais são que parcerias em que você divulga os produtos da marca e recebe uma comissão pelas vendas realizadas por meio da sua divulgação.

É importante que os produtos tenham relação com os interesses do seu público, assim, você pode disponibilizar um link para compra na descrição do vídeo. Muitas marcas também trabalham com cupons que são divulgados pelos youtubers.

Insira publicidade em seus conteúdos

Diferentemente dos anúncios, as chamadas 'publis' são parcerias publicitárias entre criadores de conteúdo e marcas, sem intermediação do YouTube, com a divulgação de algo durante seu vídeo.

Com a parceria publicitária, o canal recebe apenas por divulgar a marca ou o produto, independentemente de comissões. Um ponto fundamental aqui é você ter um grande número de visualizações e de interações para que seu canal seja considerado influente pela marca e, assim, ela tenha interesse na parceria. Você também pode gerar valor com um público menor, mas que seja altamente engajado no seu nicho.

Por outro lado, é importante manter a transparência e informar seu público quando o conteúdo é patrocinado. Dessa forma, você não perde a credibilidade com quem costuma acompanhar o canal e curtir seu conteúdo.

Crie uma campanha de financiamento coletivo junto ao seu público

O público que acompanha seus vídeos também tem interesse que o canal siga no ar e produza conteúdo de qualidade e, grande parte das vezes, fica feliz em formar uma comunidade e em contribuir para que isso aconteça através do crowdfunding.

Uma campanha de financiamento coletivo contínuo possibilita que as pessoas contribuam mensalmente com valores pequenos, mas que, somando todas as contribuições, fazem a diferença na monetização do canal.

Você pode oferecer recompensas para incentivar a participação da comunidade, como em um clube assinaturas.

Inicie agora sua campanha na APOIA.se e comece a ganhar dinheiro com seu canal no YouTube. Para te ajudar, disponibilizamos o Guia do Financiamento Coletivo para youtubers gratuitamente. Assim, você pode aprender ainda mais sobre o assunto.

banner em rosa claro com um iPad com a capa do ebook Financiamento Coletivo para youtubers. Ainda tem letreiros com "como monetizar seu canal de forma justa sem precisar ter 1 milhão de inscritos" e "com exemplos de campanhas reais da plataforma", e um botão de "baixe agora o ebook"

Marcadores

Laís Webber

Sou jornalista, professora e revisora. Acredito no apoio mútuo, por isso, percebo o financiamento coletivo como uma possibilidade de estarmos juntos, sustentando nossos projetos de forma independente.