Onde posso divulgar meu canal no YouTube? Veja 5 canais estratégicos

YouTubers 22 de Dez de 2021

Para seus vídeos no YouTube chegarem a mais pessoas, além de um conteúdo bacana e relevante, é preciso fazer uma boa divulgação. Isso você já sabe. Mas a pergunta que você deve estar se fazendo é: onde posso divulgar meu canal no YouTube?

Depois de publicar um novo vídeo no canal, existem muitos caminhos que você pode tomar para otimizar a divulgação do seu conteúdo. Criar uma estratégia que combine alguns deles, com o objetivo de formar uma comunidade com seu público, é uma ótima opção.

Vale sempre lembrar: é muito importante conhecer seu público.

Use os dados disponibilizados pela plataforma para entender quem são as pessoas que se interessam pelo conteúdo que você publica e o que os(as) espectadores(as) procuram. Assim, você consegue ser assertivo(a) em sua estratégia, direcionando-a para as pessoas certas.

Para ajudar, elaboramos uma lista de canais de divulgação e de dicas para potencializar o alcance dos seus vídeos.

Onde posso divulgar meu canal no YouTube?

1) Seja presente nas redes sociais

Twitter, Instagram, TikTok: você não precisa estar em todas elas se não puder, mas esteja nas redes sociais em que seu público é mais presente. Use tanto seu perfil pessoal, quanto uma página própria do seu canal no YouTube.

Estar presente nas redes sociais significa que você deve não só avisar seus(as) seguidores(as) que foi publicado um novo vídeo no canal do YouTube, como também interagir com as pessoas antes e depois da publicação.

Que tal lançar nas redes sociais um pequeno debate sobre o conteúdo do próximo vídeo? Converse com os(as) seguidores(as) sobre o que pensam dos vídeos mais recentes que foram publicados.

Uma forma interessante de usar as redes sociais como ferramenta de divulgação do seu canal no YouTube é postar teasers dos vídeos, ou seja, publicar pequenos vídeos com chamadas para os conteúdos no YouTube.

Você pode selecionar melhores momentos ou momentos engraçados. Assim, gera interesse e curiosidade. Poste também o link para o seu canal e o link de cada novo vídeo, mas deixe que as pessoas assistam o vídeo completo no YouTube.

Claro, lembre-se de chamar os(as) seguidores(as) das redes sociais para curtirem e para comentarem os vídeos, assim como para se inscreverem no seu canal.

2) Use seu site ou blog para divulgação

Se você tem um site ou blog em que publica conteúdos em outros formatos, aproveite esse espaço para divulgar seu canal no YouTube. Deixe o público que acompanha essas plataformas saber que você também produz conteúdo relevante no YouTube.

A cada novo vídeo, você pode fazer uma publicação no blog com o resumo do conteúdo e um convite para o(a) leitor(a) assistir ao vídeo por meio do link. Simples e eficiente.

Todas as plataformas que você utiliza precisam estar conectadas para que o público possa circular de uma para outra.

Além de auxiliar na divulgação para o público do site, tais publicações podem ajudar a colocar seu vídeo no topo dos resultados de pesquisa do Google se você utilizar técnicas de SEO (Search Engine Optimization), já que aumentam o conteúdo em texto sobre o vídeo.

Vamos explicar!

3) Utilize as estratégias de SEO

SEO é um conjunto de técnicas que possibilitam que sua postagem, nesse caso, seu vídeo, seja melhor ranqueado nas buscas em plataformas como o Google e o YouTube por meio do conteúdo publicado.

Ou seja, o conteúdo em texto em torno do seu vídeo, seja o título e a descrição, seja a publicação em um blog junto ao link, deve trazer palavras-chave que correspondam ao que seu público procura. Assim, o vídeo aparece melhor colocado nos resultados das buscas.

Apresente bem seu vídeo em todos os espaços e utilize palavras-chave de acordo com o conteúdo apresentado, sempre com o foco em direção ao que as pessoas pesquisam na sua área.

Isso fará diferença para que o canal atinja mais pessoas.

4) Tenha uma lista de e-mails

Monte uma lista de e-mails com as pessoas engajadas com o seu conteúdo. Claro, sempre com a permissão delas, não envie e-mails sem autorização. Envie para essas pessoas os novos vídeos publicados e avise-as antecipadamente sobre os conteúdos. Você pode até criar conteúdos extras como bônus para quem faz parte desse grupo.

Você pode coletar endereços de e-mail de pessoas interessadas em receber suas mensagens ou criar a lista a partir dos contatos de apoiadores(as), aquela parcela do público que ajuda seu canal a continuar com o  conteúdo de qualidade porque apoia seu financiamento coletivo, por exemplo.

Use a lista de e-mails como forma de entregar conteúdo exclusivo para sua comunidade. Isso reforça a ideia de pertencimento e fideliza o público. A campanha de financiamento coletivo também é uma ótima maneira de fortalecer sua comunidade.

5) Faça parcerias e collabs

Quando você cria conteúdo em colaboração com outras pessoas, o público que seu vídeo alcança aumenta muito. Pois, além das pessoas que acompanham seu canal, seu vídeo chegará nas pessoas que acompanham o(a) produtor(a) de conteúdo parceiro(a).

Escolha pessoas que trabalham com assuntos em comum com o seu, que também sejam de interesse do seu público. Nem todo mundo da sua área é seu concorrente. É possível criar parcerias e compartilhar o público, o que é positivo para todos.Ambos divulgam seus conteúdos para mais pessoas e o público tem acesso a materiais ainda mais interessantes.

As parcerias e collabs mostram para as pessoas que acompanham seu canal que você está atento à sua área e que está disposto a compartilhar conhecimento com seus colegas; a formar um grupo em torno do tema abordado em seus vídeos.

Você divulga seu canal no YouTube e, de quebra, reforça características importantes da sua marca pessoal.

Uma boa divulgação do seu canal no YouTube envolve não só atingir mais visualizações, mas também engajar as pessoas. Quando o público se sente parte de uma comunidade, ele passa a divulgar os vídeos de forma orgânica, envia para amigos(as) e compartilha nas redes sociais.

Com uma comunidade forte, você pode lançar sua campanha de financiamento coletivo contínuo para financiar e melhorar seu canal no YouTube.

Conheça o Guia do Financiamento Coletivo Contínuo e aprenda tudo sobre a modalidade, gratuitamente. Assim você já começa a fortalecer sua comunidade desde já!

Marcadores

Laís Webber

Sou jornalista, professora e revisora. Acredito no apoio mútuo, por isso, percebo o financiamento coletivo como uma possibilidade de estarmos juntos, sustentando nossos projetos de forma independente.