Conheça cursos de youtuber para profissionalizar seu canal

YouTubers 2 de Fev de 2022

O YouTube é uma das principais plataformas de vídeo da atualidade e o segundo site mais acessado no Brasil e no mundo. De acordo com indicadores divulgados pela Rock Content, a rede conta com mais de 2 bilhões de acessos mensais e um consumo diário de mais de 1 bilhão de horas de conteúdo.

Diante de números tão expressivos de acessos e consumo de conteúdo, profissionalizar seu canal é uma excelente estratégia, caso você queira fazer sucesso na plataforma e, principalmente, receber apoio financeiro por meio desse trabalho.

Ganhar dinheiro com seu canal no YouTube é menos complexo do que parece, basta encarar o desafio como um negócio, adotar uma atitude profissional e pensar em diferentes formas de receber recursos, como o financiamento coletivo recorrente, por exemplo.

Além disso, é fundamental fazer cursos de youtuber, que vão te ajudar nessa caminhada. Existem opções gratuitas e todas ajudam a dar o primeiro passo dessa caminhada para que a produção de conteúdos audiovisuais seja cada vez mais profissional, o que aumenta as chances de retorno financeiro.

Conhecer técnicas de marketing digital, produção e pós-produção de vídeos são um diferencial em uma rede que, em 2019, acumulou US$15,1 bilhões só em vendas publicitárias, de acordo com o Google.

Além de buscar aprimoramento técnico a partir de cursos para youtuber, é fundamental escolher estrategicamente onde divulgar o conteúdo produzido. Lembre-se de manter outras redes sociais ativas, pois elas serão aliadas importantes para a divulgação dos seus vídeos.

Veja 4 cursos de youtuber para profissionalizar seu canal

YouTube Creators

O YouTube se preocupa com a qualidade do material que é veiculado em sua rede. Por isso, a plataforma dispõe de iniciativas próprias para auxiliar quem produz conteúdo por lá.

Um exemplo é o YouTube Creators, canal na própria rede social que simula um ambiente virtual de aprendizagem (AVA). Nele, quem cria conteúdo tem acesso a cursos gratuitos voltados ao universo da plataforma.

Os vídeos estão originalmente em inglês, mas você pode ativar as legendas em português.

Outro ponto importante é que o canal, na seção "Featured Channels", disponibiliza o link de ambientes virtuais na língua materna de realizadores locais, a exemplo do Brasil (YouTube Criadores), Espanha (YouTube Creadores) e  India (YouTube Creators India), por exemplo.

Os conteúdos são desenvolvidos por youtubers ou profissionais da empresa e trazem materiais educacionais, além de orientações sobre atualizações e notícias. Entre as dicas das aulas, estão:

  • Segurança
  • Políticas da plataforma
  • Gestão de canal e conteúdo
  • Filmagem e edição de vídeo
  • Como ganhar dinheiro com o YouTube

Como se tornar um Youtuber

O curso “Como se tornar um Youtuber”, ofertado pela plataforma de cursos online Udemy, disponibiliza 22 aulas, somando uma carga horária total de 2 horas e 54 minutos.

Nele, são ensinados aspectos teóricos e operacionais necessários para a criação de vídeos para a rede social, como por exemplo:

  • Conceito de YouTube e youtuber
  • Pré-requisitos para ser youtuber
  • Escolha de cenário;
  • Modos de Gravação e Câmeras
  • Dinâmicas de gravação
  • Onde e como criar sua logo
  • Criando seu Canal - Personalizando o Canal
  • Como aumentar a audiência de seus vídeos

Totalmente online e com preço de R$129,90, o curso de youtuber pode ser acessado de forma vitalícia e tem certificado de conclusão. Os requisitos exigidos para participar são: ter conhecimento básico em Microsoft Windows ou plataforma IOS e saber navegar na internet.

Boas práticas na produção de videoaulas

Outra dica de curso para youtuber gratuito é o de Boas práticas na produção de videoaulas, oferecido pela Fundação Bradesco. Embora seja direcionado para professores, o conteúdo abordado dialoga com as áreas de interesse de quem deseja gravar vídeos para o YouTube.

A idade mínima para a realização deste curso é 18 anos e não há pré-requisitos para a inscrição. A duração é de 5 horas e, ao final do curso, você receberá um certificado de participação, sem a necessidade de fazer provas.

Entre os assuntos abordados no curso, estão:

  • Definição dos temas para vídeos
  • Tipos de roteiro e suas variáveis
  • Planejamento e construção dos vídeos
  • Organização do que será exibido
  • Aspectos relevantes para edição

Redes sociais: conceitos e organização

Por fim, um curso de youtuber complementar às formações técnicas para a criação de vídeos no YouTube é o Redes Sociais: conceitos e organização, da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Afinal, o YouTube é uma rede social, sem contar que os vídeos podem ser compartilhados em outras redes também, o que faz o número de visualizações aumentar. Por isso, é importante conhecer os conceitos das redes para saber usá-las de forma eficiente.

O curso é gratuito e apresenta os principais conceitos sobre redes sociais, bem como o papel de influenciadores nesse processo. O conteúdo programático é dividido em 4 unidades:

  • Unidade 1: Pilares das redes sociais na internet
  • Unidade 2: Topologias de redes sociais na internet
  • Unidade 3: Capital social
  • Unidade 4: Influenciadores

Os cursos ministrados gratuitamente pela FGV não disponibilizam certificado. No entanto, após avaliação, é possível obter uma declaração de participação.

Bônus: como funciona a monetização no Youtube?

Depois de finalizar seus cursos para youtuber e ficar craque na plataforma você pode começar a pensar em como ter retorno financeiro no YouTube.

A dica é se cadastrar no YPP (YouTube Partner Program), programa de parcerias oferecido a quem usa a plataforma. Entre as exigências para o cadastro, estão manter uma frequência de publicação de conteúdo original e respeitar a política e diretrizes da comunidade.

Outros requisitos importantes são:

  • Ser maior de idade
  • Possuir uma conta no Google Adsense, serviço de publicidade do Google, dono do YouTube
  • Ter, no mínimo, 1 mil inscritos
  • Ter 4 mil horas de exibição públicas nos últimos 12 meses

Após o canal ser aprovado no programa de parcerias, a monetização passa a levar em consideração o número de acessos aos vídeos. Outra forma de monetizar é através da inserção de anúncios publicitários, pelo YouTube, no início, meio ou fim da peça produzida.

Agora que você já tem algumas alternativas de cursos para profissionalizar seu conteúdo no YouTube, que tal entender as possibilidades de financiar o seu trabalho?  Conheça o Guia do Financiamento Coletivo para youtubers da APOIA.se!

banner em rosa claro com um iPad com a capa do ebook Financiamento Coletivo para youtubers. Ainda tem letreiros com "como monetizar seu canal de forma justa sem precisar ter 1 milhão de inscritos" e "com exemplos de campanhas reais da plataforma", e um botão de "baixe agora o ebook"

Marcadores

Jonas Carvalho

Jornalista com experiência em redação, produção de conteúdo, copywriting, reportagens, conteúdos multimídia, blog posts, notas, posts para redes sociais e outros trabalhos de comunicação.