Vaquinha recorrente: saiba o que é e como funciona

Cultura Crowd Jul 26, 2021

Quem tem interesse em criar uma campanha de financiamento coletivo pode contar com o recurso da vaquinha recorrente, que pode ser uma boa alternativa para projetos que necessitam arrecadar fundos de maneira constante.

É possível usar a vaquinha recorrente para abrir uma ONG, para projetos profissionais individuais ou coletivos e para uma série de outros objetivos que precisam de monetização. Por isso, esse tipo de financiamento é comum entre artistas, produtores de conteúdo, empreendedores e ONGs.

A vaquinha recorrente tem vantagens e diferenciais em relação a outros tipos de crowdfunding. Para que você possa saber mais sobre essa modalidade de vaquinha, vamos explicar o que é o financiamento coletivo recorrente, como ele funciona e como você pode começar seu projeto de arrecadação de contribuições mensais.

O que é uma vaquinha recorrente?

A vaquinha recorrente chegou ao Brasil em 2014 e também pode ser conhecida por outros termos, como por exemplo:

  • Financiamento coletivo contínuo;
  • Crowdfunding de assinaturas;
  • Financiamento coletivo mensal;
  • Clube de assinaturas.

O financiamento recorrente é uma solução que visa garantir a sustentabilidade financeira dos projetos apoiados. No caso desse tipo de arrecadação, as pessoas que apoiam a sua causa realizam contribuições todos os meses.

A vaquinha recorrente é uma boa opção para quem precisa de renda de maneira contínua para entregar projetos ou trabalhos. Dessa forma, todo mês os apoiadores da campanha dão contribuições e a soma dos valores ajuda no financiamento de trabalhos de ONGs, criadores de conteúdo, artistas e uma série de outras iniciativas que funcionam ao longo do tempo.

Um exemplo é a Central 3, um estúdio colaborativo de produção de podcasts que já conta com mais de 700 apoiadores mensais, que ajudam a manter a produção de mais de 30 programas.

Ao mesmo tempo, o financiamento coletivo recorrente ajuda a criar uma comunidade de apoio para os projetos, o que transforma o relacionamento entre os projetos apoiados e apoiadores. Cria-se, dessa maneira, uma relação de longo prazo. Afinal, esse tipo de vaquinha não tem prazo, então enquanto ela estiver no ar, o projeto arrecadará fundos.

Diferenças entre vaquinha recorrente e crowdfunding

 foto de mulher com expressão de dúvida enquanto está sentada diante de notebook, em ambiente de sala de estar. A mulher é branca, tem cabelos loiros longos e veste blusa manga longa branca

O financiamento coletivo recorrente é um dos tipos de crowdfunding existentes. Como vimos, a modalidade recorrente é uma opção mais indicada para projetos de longa duração, sem prazo para acabar, para manter a sustentabilidade financeira de quem possui trabalhos duradouros.

Isso é diferente de outras modalidades de crowdfunding, como no caso do financiamento coletivo pontual. Nesse caso, as campanhas possuem tempo de duração previamente estabelecido e, em alguns casos, é preciso atingir uma meta de arrecadação. A ideia nesses dois casos é arrecadar fundos para projetos que possuem datas bem definidas ou que só são viáveis se obterem um valor mínimo.

Podemos citar dois tipos de crowdfunding diferentes do financiamento coletivo mensal:

  • O financiamento coletivo pontual de meta livre, no qual quem criou o crowdfunding recebe toda a quantia arrecadada com as contribuições, mesmo se a meta de arrecadação não for alcançada;
  • O financiamento coletivo pontual tudo ou nada, em que é preciso atingir 100% da meta de arrecadação para retirar o valor e, se isso não acontecer, os apoiadores receberão o valor de contribuição de volta.

Cada modalidade de financiamento coletivo possui suas diferenças, por isso é fundamental entender qual tipo de vaquinha é mais indicada para aquilo que você ou seu projeto precisam. Saber como funciona cada tipo de crowdfunding é importante para escolher aquele que é mais aderente à sua proposta.

Como o financiamento coletivo recorrente funciona na prática

Um crowdfunding de assinatura funciona da seguinte maneira:

  1. Profissionais, ONGs ou coletivos criam a vaquinha de acordo com o modelo de campanha recorrente, estabelecendo valores, recompensas (se for o caso) e divulgando o crowdfunding;
  2. As pessoas que apoiam o financiamento serão cobradas todos os meses, em uma espécie de sistema de assinatura mensal;
  3. Todo mês, você receberá os valores arrecadados ao longo daquele período.

Abaixo, trazemos alguns aspectos que são comuns no financiamento coletivo, seja ele recorrente ou não, que você pode avaliar se for criar uma vaquinha recorrente.

Metas de financiamento

No caso do crowdfunding recorrente, não é necessário definir uma meta de arrecadação, mas é interessante usar as metas como estímulo extra para conseguir mais apoiadores. Por exemplo, um podcaster pode prometer uma edição extra do podcast se chegar a uma arrecadação X, e os seus fãs vão .

Se você optar por usar a APOIA.se, o valor arrecadado é pago todo mês, de forma automática e sem precisar de solicitação no caso de arrecadações mensais a partir de R$ 20, basta cadastrar a conta bancária.

Valores da vaquinha recorrente

A APOIA.se aceita apoios a partir de R$ 1, mas é fundamental você considerar se é melhor estabelecer outro valor mínimo para as contribuições. Isso vai depender principalmente da quantia necessária todo mês para financiar o seu projeto mensalmente. É possível criar faixas de apoio, assim muito mais gente pode contribuir com a sua vaquinha recorrente.

Recompensas

Não é necessário estabelecer recompensas para conceder em troca dos apoios. Porém, elas podem ser interessantes para estimular a colaboração de apoiadores. É possível criar recompensas conforme o valor de contribuição individual. Em geral, quanto maior o valor do apoio, mais interessante é a recompensa.

Porém, se for avaliado que não é necessário implantar um sistema de recompensas, você pode criar a vaquinha apenas com o modelo de doação recorrente, independentemente das faixas de apoio estabelecidas.

Como iniciar o financiamento recorrente?

Para iniciar a vaquinha recorrente, o primeiro passo é entender bem o tipo de financiamento que é o ideal para o seu projeto. Assim, você terá certeza de que a modalidade recorrente é a melhor opção ou, se for o caso, poderá optar por outro tipo de crowdfunding.

Depois, é hora de avaliar a melhor plataforma de financiamento coletivo para os seus objetivos. Fazer uma boa escolha é crucial para o sucesso de uma campanha de vaquinha, pois ao longo da arrecadação, o projeto vai precisar contar com uma boa estrutura eletrônica para conseguir apoios, principalmente no modelo de arrecadação mensal.

Com o tipo de financiamento definido e a plataforma da vaquinha escolhida, é o momento de fazer um bom planejamento para a vaquinha, definindo as faixas de arrecadação, os textos da campanha, vídeos, fotos/artes e, se assim for desejado, as recompensas para apoiadores.

Em seguida, é o momento de criar a página da vaquinha na plataforma escolhida, que será a principal forma de receber os apoios e, claro, de tornar o projeto recorrente conhecido. Falando nisso, o passo seguinte é divulgar a campanha no máximo de lugares possível, assim mais pessoas podem se engajar na contribuição mensal.

Por fim, é importante interagir com os apoiadores, ainda mais na vaquinha recorrente. Como falamos, é estabelecida uma relação de longo prazo com quem doou para o financiamento, por isso é importante dar atenção àqueles que apoiaram o projeto.

Isso não apenas aumenta as chances de manter as doações ao longo do tempo, como também faz com que essas pessoas se sintam parte de uma comunidade e, também, queiram compartilhar a sua campanha com outras pessoas.

Para ajudar você a criar a sua vaquinha recorrente e obter sucesso com o financiamento coletivo online, a APOIA.se criou o Guia Definitivo do Financiamento Coletivo Contínuo. Com ele, você aprenderá a criar e sustentar campanhas de crowdfunding contínuas com o seu próprio clube de assinaturas. Comece agora mesmo!

Jonas Carvalho

Jornalista com experiência em redação, produção de conteúdo, copywriting, reportagens, conteúdos multimídia, blog posts, notas, posts para redes sociais e outros trabalhos de comunicação.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.