Plano de marketing para ONGs: saiba como criar o seu

ONGs Ago 16, 2021

Muitas Organizações Não Governamentais buscam formas de arrecadar dinheiro e encontram no financiamento coletivo uma excelente maneira de angariar fundos para manter as atividades ou mesmo expandir a atuação.

Para obter sucesso em uma campanha de crowdfunding neste segmento, é essencial criar um bom plano de marketing para ONGs.

Isso porque as organizações devem ir além da divulgação convencional ou do apoio às suas causas apenas pela comoção de outras pessoas.

Com uma boa estratégia de marketing, a divulgação do financiamento coletivo fica estruturada e, assim, aumentam as chances de sucesso da campanha.

É tudo o que uma ONG quer, não é mesmo?

Muitas organizações ainda não estão habituadas aos conceitos de marketing e publicidade, porém, entender desses temas pode fazer a diferença entre uma vaquinha online de sucesso e uma que não consegue bater as metas de arrecadação.

Vamos mostrar o passo a passo para que a sua ONG crie um bom plano de marketing para impulsionar o financiamento coletivo e chegar a um número cada vez maior de possíveis apoiadores.

Mas o que é um plano de marketing?

O plano de marketing é um roteiro bem estruturado que traz uma série de definições e diretrizes relacionadas à divulgação e ao relacionamento de uma marca com as pessoas.

Mesmo que um plano como esse seja, geralmente, mais ligado a empresas com fins lucrativos, ele pode e deve ser utilizado por organizações sociais, entidades não governamentais e qualquer uma  que não tenha o lucro como finalidade.

Isso porque as ONGs necessitam de recursos para funcionar, ampliar atividades e seguir fazendo a diferença no mundo por meio dos projetos sociais. E em lugar de contar apenas com a comoção das pessoas em relação a determinada causa, é possível elaborar um bom plano de marketing que será o “mapa” da ONG para nortear ações de divulgação e a relação com pessoas que podem se tornar apoiadoras da causa.

O plano de marketing é ainda mais importante quando falamos em uma vaquinha, afinal ela precisa não apenas se tornar conhecida, mas também encontrar apoiadores(as).

Isso vale tanto para campanhas recorrentes quanto para o financiamento coletivo pontual: fazer um plano de marketing é imprescindível para arrecadar fundos.

É o plano de marketing que vai te ajudar na definição de aspectos como:

  • Canais mais apropriados para a divulgação da campanha
  • Pessoas que devem ser impactadas pela divulgação
  • Possibilidades de comunicação da vaquinha online
  • Ferramentas indicadas para o trabalho de divulgação
  • Formas de engajar apoiadores(as) e atrair novos(as)

Passo a passo para ONGs criarem seu plano de marketing

Foto de três pessoas sentadas diante de mesa com computadores e papéis em ambiente de escritório iluminado. A pessoa à esquerda é uma mulher negra, com cabelos longos pretos e roupa branca. Ao meio, está um homem branco, de cabelo e barba escuros curtos, que usa camisa social branca e está em cadeira de rodas. Na direita, uma mulher branca, de cabelo castanho escuro e roupa social

Faça uma boa avaliação interna

Olhar para a própria ONG é um bom começo para compreender o que é essa organização, o que ela possui como objetivo e como o crowdfunding vai ajudar a ONG nesse objetivo. Com essa avaliação, a ONG pode pensar em aspectos como:

  • A narrativa de base, que vai nortear todas as ações de comunicação e será o argumento principal para convencer o público a apoiar o financiamento.
  • A identidade visual da ONG e da campanha, para que todos identifiquem rapidamente que a vaquinha online é da organização e a qual causa ela está vinculada
  • As metas de financiamento coletivo, cruciais para atender às necessidades financeiras da organização e para nortear a campanha de crowdfunding.

Olhe para o público e apoiadores em potencial

Quem são as pessoas que se sensibilizariam pela causa da sua ONG a ponto de apoiar financeiramente a organização?

É fundamental ter um público-alvo para a vaquinha online, assim, as ações de comunicação são mais direcionadas e eficientes.

Ao falar com pessoas que já têm interesse na área em que a ONG atua, fica mais fácil conquistar a confiança desse público e conseguir os apoios.

Um passo além é a criação das Supporter Personas, que são aquelas pessoas ideais para apoiar a sua campanha.

Diferentemente do público-alvo, a criação dessas personas traz percepções individuais de quem pode apoiar seu financiamento. Esse conceito de personas vem do marketing e visa personificar o público, ao mostrar aspectos como:

  • Características comportamentais
  • Possibilidades de temas e conteúdos para se tratar
  • Canais para atingir o público
  • Tom de voz e linguagem
  • Formatos de conteúdo que são mais efetivos

O ideal é que tudo isso seja feito antes da divulgação inicial da campanha, assim, as ações de comunicação já começam com o foco em um público específico de apoiadores em potencial.

Busque referências de financiamento coletivo

Ter inspirações de outras campanhas de financiamento ajuda em novas ideias que podem fazer a vaquinha da ONG decolar.

Por isso, aprenda com quem já criou campanhas, seja na mesma área de atuação da ONG ou em outras. Uma análise atenciosa a essas campanhas pode auxiliar o seu planejamento de comunicação.

Veja como é montado o discurso do financiamento da organização, as frequências de publicações em redes sociais, como usam aspectos como a vulnerabilidade para conseguir apoios, quais os formatos de conteúdo que utilizam e como se diferenciam de outras campanhas.

Por fim, veja o que pode ser melhorado, e aplique isso em sua campanha.

Estruture o planejamento

Depois de analisar aspectos internos, entender quem é o público e buscar referências, é hora de montar e estruturar o planejamento e as estratégias de crowdfunding. É nesse momento em que será preciso definir os canais de comunicação que a ONG vai usar para divulgar o financiamento, definir os temas que serão abordados nas ações de marketing e nas peças de comunicação, e qual será a frequência de publicações.

Também é durante o planejamento que será definido se haverá investimento em mídias digitais e em canais como blog, site, redes sociais (e quais redes sociais dentro desse universo) ou mesmo ações de e-mail marketing ou com influenciadores.

É importante lembrar de duas coisas:

  • Lembre-se de atuar em canais que façam sentido para o seu público-alvo e personas, de forma a dialogar com eles no ambiente ideal, e no formato apropriado.
  • Não dependa de um único canal para divulgar a campanha, especialmente algumas redes sociais que estão sujeitas a variações de algoritmo.

Execute o planejamento e faça análises e ajustes

É hora de divulgar o crowdfunding! Coloque a mão na massa para criação de postagens, mensagens, artes, vídeos e outros tipos de conteúdo que vão dialogar com as suas personas. Além disso, é o momento de criar o cronograma de publicações e de produzir os conteúdos relacionados à causa da ONG e também do financiamento coletivo.

Não se esqueça de medir os resultados dessas publicações.

Olhar números relacionados a engajamento (compartilhamentos ou aberturas de e-mail, por exemplo) e ver se eles foram refletidos no aumento de apoiadores é importante, pois essa análise permite ajustar o plano de marketing e, dessa forma, aumentar o número de apoios na vaquinha online.

Mantenha os apoiadores engajados

A campanha de financiamento não acaba quando alguém apoia o seu crowdfunding, especialmente se for uma vaquinha recorrente.

Por isso, busque maneiras de manter seus apoiadores engajados, seja para que divulguem a campanha para outras pessoas, seja para que se sintam parte de uma causa comum à ONG.

Esse senso de comunidade é fundamental para um financiamento ou mesmo para novas campanhas que possam ser criadas futuramente.

Logo, o relacionamento com quem apoiou seu crowdfunding não deve acabar na doação. Por isso, o plano de marketing deve englobar o antes, o durante e o depois da campanha.

O plano de marketing para ONGs é fundamental para o sucesso de uma campanha, mas ele deve estar relacionado a uma estratégia completa e ampla.

Para que a sua organização tenha sucesso nesse aspecto, baixe agora o e-book Marketing para Financiamento Coletivo!

Jonas Carvalho

Jornalista com experiência em redação, produção de conteúdo, copywriting, reportagens, conteúdos multimídia, blog posts, notas, posts para redes sociais e outros trabalhos de comunicação.

Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.